Constelação Familiar – Não consigo perder peso

Tags - MEZPsiologia (21)Este texto faz parte de uma série que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar Individual é realizada.

Cliente me procura, pois desde muito jovem encontra dificuldade para perder peso o que a incomoda muito.

Ouço a história dela e questiono também o que diz respeito ao acompanhamento médico, pois tenho que levar em consideração o que ela sabe a respeito, o que ela refere não ter uma causa clínica.

Depois de ouvir a história e saber um pouquinho sobre seu sistema familiar, começamos a constelação.

Peço para ela escolher um boneco que represente ela, um boneco para representar o “ganhar peso”. Ela escolhe um boneco grande para representar ela e um pequeno para representar o “ganhar peso”.

Pergunto se ela teve algum aborto, e ela diz que sim, mas não parecia ter força para esta constelação.

Peço para ela incluir um boneco para representar a mãe e outra para representar a avó materna.

A mãe fica em posição oposta a avó materna e entre elas ficam a cliente e o boneco que representa o “ganhar peso”, que inclusive parece seguir a avó materna.

Peço para ela incluir o pai e o avô materno. E ambos ficam de frente um para o outro, como se estivessem se desafiando.

Faço alguns movimentos tentando estabelecer a ordem no sistema, mas existe certa tensão no ar e hostilidade por parte dos envolvidos.

Mas alguns movimentos e a cliente consegue olhar e reverenciar a avó materna que havia abandonado a mãe para viver a vida dela de maneira independente. Porém quando a cliente olha para a mãe, essa parece sentir-se mal pela filha dar um lugar para a avó.

Minha cliente consegue olhar para a mãe e a avó, mas fica incomodada com a mãe. Acabo incluindo mais quatro bonecas para representar os antepassados femininos por parte de mãe. E ao incluir as bonecas, ela diz sentir uma apatia e um mal estar com uma das bonecas incluídas. Fazemos as reverências e frases para que possamos estabelecer uma ordem. Minha cliente estava identificada com essa mulher e ao dar um lugar a ela em seu coração, ela se sente melhor.

Depois, reverenciamos uma a uma e até a avó materna tudo fica mais tranquilo, porém existe algo entre a avó materna e a mãe que deixa a cliente enjoada.

Pergunto se a mãe teve algum aborto ou situação de incesto e parece que o boneco do “ganhar peso” quer ficar entre a mãe e a avó materna. Deixo o boneco neste lugar e a cliente parece ficar mais tranquila.

Digo que existe algo entre elas, mas é responsabilidade delas e que a minha cliente cabe ser apenas a filha e a neta.

Coloco os homens ao lado da avó materna e da mãe e peço para cliente olhar para todos os que vieram antes e honrar e dar um lugar para eles no coração dela.

Ela se sente mais forte e tranquila.

Encerramos a constelação.

Obs . Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

Marilice Everton Zanato
Psicóloga – CRP. 06/80972
Fone: (11)-9-6989-0331
marilice@mezpsicologia.com.br
www.mezpsicologia.com.br

CONSULTÓRIO – ZONA NORTE:

Rua: Ana Benvinda de Andrade, 51 – Alto de Santana – São Paulo / SP
Referência: Travessa da Voluntários da Pátria – Altura do 3000 / Rua da Loja TNG
Metrô mais próximo Santana.

CONSULTÓRIO – ZONA SUL:

Atendimentos: Somente  Quinta-feira
Rua: Bartolomeu de Gusmão, 177 – Vila Mariana – São Paulo / SP
Referência: Próximo aos Metrôs Ana Rosa e Vila Mariana.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s