Deixe seus filhos fora dos problemas do casal!

pais e filhos“Um dia, prometemos ficar juntos para sempre, e juramos diante de testemunhas que nos amaríamos e cuidaríamos na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, no melhor e no pior.
Mas a rotina e as diferenças ganharam e passaram a perna na gente.
O que eu achava lindo em você, agora me dá raiva e nojo….
O que você queria de melhor para mim, hoje não faz mais sentido algum.
Então: Hoje a gente termina por aqui”. 

Mas no meio dessa história de amor, vieram os filhos.

Os filhos sempre são o fruto do amor, do momento em que um homem e uma mulher escolheram compartilhar sua melhor parte e trazer um ser para o mundo.

E muitos casais, ao terminarem os relacionamento, acabam partindo e deixando fartas por onde passam.

Falam mal um do outro, brigam, discutem e desejam coisas que nem nosso inimigo daria conta de experimentar.

Muitos desses pais estão entorpecidos em suas decepções e tristezas, assim como rancor e mágoa.

Convidam os filhos para fazer parte dessa bagunça e falam mal do ex companheiro, falam mal do que havia entre eles, praguejam, desejam o mal e quase obrigam o filho a odiar o ex companheiro, que não por acaso é um dos progenitores desta criança.

Será que já passou pela cabeça dessa pessoa que se para ela, a dor é insuportável e transborda além da compreensão, porque ela acha que uma criança vai poder ser sua confidente e poder ouvir o que há de pior dentro de seu coração?

Sabia que filho nenhum precisa saber o que o pai ou a mãe fez?

Quando um pai ou uma mãe trai, por exemplo, eles acabam vivendo algo dificil de lidar na dinâmica do casal. Então, eu disse casal…. O que um filho tem a ver com isso? O que o filho precisa saber de detalhes para ter que crescer com essa imagem ou informação dentro de si? O que isso agregará para essa criança?

Que pessoa em sã consciência, quer envolver uma criança, um ser que está em desenvolvimento, crescendo, aprendendo, experimentando o mundo sob o olhar da doçura e da inocência, acha que uma criança pode dar conta de tamanha devastação?

Os filhos vieram depois, os filhos são os pequenos.

Esse assunto é dos grandes, esse assunto diz respeito somente aos pais: Eles fizeram, eles resolvem.

Não peça para o seu filho tomar partido ou envolva ele no que está doendo em seu coração. Por amor, ele vai querer lhe ajudar, mas se você não te recursos para dar conta do sofrimento, é desonesto colocar o filho no lugar de resolver esta situação ou dor.

Por isso, o que houver de ser resolvido, tem que ser resolvido entre os pais.

Poupe seus filhos deste sofrimento e dor.

Deixe eles crescerem apenas com as preocupações que competem as crianças, que são brincar, estudar, desenvolver-se e ser um ser humano incrível.

Se ele for feliz, tenho certeza absoluta, que você também será!

E não se esqueça: Fique bem! Assim seu filho também ficará!

Marilice Everton Zanato
Psicóloga – CRP. 06/80972
Fone: (11)-9-6989-0331
marilice@mezpsicologia.com.br
http://www.mezpsicologia.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s