A Constelação Familiar pode acessar outras encarnações?

77 - BONECO DE BISCUIT - MARILICE EVERTON ZANATO - CONSTELAÇÃO FAMILIAR COM BONECOSOutro dia tive a oportunidade de conversar com uma pessoa que me contou que havia feito uma constelação familiar para tentar resolver um determinado assunto de sua vida.

Me contou como a constelação tinha sido realizada e o quanto tinha se beneficiado do que havia acontecido durante o trabalho.

Depois me contou que entendeu que as coisas que acontecem na sua vida hoje, estão intimamente ligadas com suas outras vidas passadas…

Opssssssss….

Disse: Outras vidas?

Eu pedi para a pessoa me explicar novamente o que tinha acontecido, porque eu precisava entender do que se tratava o processo.

Expliquei para essa pessoa que a Constelação Familiar não acessa e trabalha com outras vidas, sendo impossível para este método acessar o que aconteceu em outras encarnações ou vidas.

O que a Constelação Familiar nos oferece é uma possibilidade de olharmos para todo o nosso sistema familiar e compreender se estamos ligados a alguém ou a alguma história de alguém que esteve aqui, antes de nós.

Eu costumo dizer, que a constelação olha para a família, todos os que estiveram aqui antes de mim.

E que de uma maneira eu estou conectada a todas essas pessoas através das forças do sangue, as forças dos sobrenome, as forças do que essas pessoas viveram antes e se torna história em que eu faço parte.

A Constelação não contempla reencarnação ou outras vidas.

Ela olha o aqui agora, e quando possível, o sistema nos leva até um ente querido, que pode ser a chave do entendimento para determinadas questões, mas tudo, relacionado a ancestralidade, os que estiveram ou estão aqui.

Através da memória do sistema familiar e não através de forças que são trabalhadas muitas vezes em algumas religiões.

Até cabe esse esclarecimento, uma vez que a constelação pode ser feita por qualquer pessoa, independente de fé, crença ou dogma religioso.

Ela está ligada as forças do amor, as forças que unem todos os membros de uma família, estando eles vivos ou não. Tendo eles nascido ou não (abortos). Tendo você conhecido eles ou não.

Desta maneira, a constelação que essa pessoa me contou foi realizada com excelência, mas o entendimento do que aconteceu durante o processo ficou de dificil compreensão e entendimento.

Então eu sugiro: Quando você fizer uma constelação familiar, tente tirar suas dúvidas depois do processo, não saia com dúvidas, pois o entendimento leva a uma melhor compreensão de nós mesmos e dos que estão ligados a nós pelas forças do amor.

Marilice Everton Zanato
Psicóloga – CRP. 06/80972
Fone: (11)-9-6989-0331
marilice@mezpsicologia.com.br
http://www.mezpsicologia.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s