Constelação Familiar – Relacionamento Pai e Filha (II)

E6ste texto faz parte de uma série de textos que irá explicar um pouco como uma Constelação Familiar é realizada.

Cliente refere grande dificuldade para conseguir se relacionar com o pai. Independente do que aconteça, ela não consegue se dar bem com ele de jeito algum.

Faço algumas perguntas relacionadas ao sistema, e nenhuma informação relevante foi trazida de maneira a agregar valor a possibilidade de iniciar a Constelação.

Informo não ter hipótese alguma e que iriamos experimentar um movimento.

Peço que ela escolha uma pessoa para representar ela e outra pessoa para representar seu pai.

Aguardamos alguns instantes para que os participantes possam fornecer informações sobre o sistema familiar.

A representante da cliente começa a chorar copiosamente, me fazendo pensar em uma criança.

Pergunto a cliente se alguma coisa havia acontecido quando ela era criança e ela conta uma história triste relacionada ao pai. O pai passou por uma situação em que teve de ficar um tempo fora do convívio familiar e toda a sua família acabou ficando envergonhada e sem compreender a situação.

Nesse instante pedi para o representante do pai me dizer o que ele sentia, e me informou que muita culpa e vergonha. Acabei resinificando o processo, uma vez que a Constelação não trabalha com culpados.

Iniciamos os movimentos de maneira a restabelecer a ordem neste sistema, de maneira que o pai pudesse expor o seu sentimento e o seu lugar como pai. E no caso da filha, devolver ela o lugar de filha e fazer e de alguma maneira que ela pudesse compreender que essa é uma história do pai, do passado, e que agora cabe a ela aceitar o pai com o que ele tem a lhe oferecer hoje.

Outros elementos foram trabalhados durante a constelação, mas não tem relevância para esta elucidação.

Quando a ordem é restabelecida, pai e filha se abraçam.

Depois de alguns instantes encerro a constelação.

A cliente que assistiu a toda a constelação estava bastante emocionada e informou que a constelação trouxe uma nova perspectiva a ela. Como se liberta-se-a ou deixasse-a mais leve.

Obs: Lembrando que a Constelação Familiar não tem intenção de curar ou “livrar” ninguém de seus problemas ou questões, ela tem por objetivo trazer a luz ao problema, e permitir que o constelado pense a respeito e tome as decisões que melhor lhe convirem a partir deste processo.

ASSINATURA COM NOVO LOGO - WORDPRSS

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s